Let him go into the darkness (ou ‘O meu problema com o Benjamin Clementine’)

Para não maçar os meus leitores (se tenho dois) ou o meu leitor (se tenho um) com uma introdução grandiloquente sobre o tema em apreço, que reputo de importante, vou direitinho a essa fonte inesgotável de conhecimento chamada Wikipedia:

«In 2014, during the shooting of his music video for “At Least for Now,” Clementine fell on a pile of stones in Ireland, badly injuring his elbow, then later cut a toe whilst walking on stones. In March 2015, whilst performing in the middle of a concert in Paris, he cut a finger open and started to bleed, but kept on playing until an audience member threw tissues to the stage. He stated that it was an accident due to his intense performance, and claimed that he would die for his music.»

Por esta altura, espíritos mais sensíveis, intelectos mais perspicazes ou o Jonathan Richman, que junta estas e outras qualidades num só corpo, já terão percebido tudo. E o tudo é isto: o Benjamin Clementine não passa de um enfatuado a criar a mais chata e pretensiosa música à face da terra.

Mesmo aceitando como verosímil morrer-se de um golpe no dedo grande do pé, e que sangrar do dedo grande do pé é sinónimo de uma «intensa actuação» (quem não se lembra dos emblemáticos tempos em que o Reed e o Cale sagravam, ambos, do dedo grande do pé na Avalon Ballroom, em São Francisco), e que o Benjamin trocaria a vidinha por uma grande performance, a verdade é que o artista Clementine – a pose, o estilo, a «grande voz» – parece a toda a hora carregar as dores do mundo, circunstância intensa e brutal que a semiótica benjaminiana tornou comprovável na forma como o artista actua sempre descalço (em busca, dirão alguns, de mais sangramentos), e a poética clementiniana nos faz questão de lembrar, não vá a malta esquecer-se do quão difícil tem sido a vida do artista:

I Benjamin
I was born
So that when I become someone one day
I always remember
I came from nothing

Yeah, right.

Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s